Valentine’s Day: Dia dos Namorados nos EUA e no mundo

Saiba como é a comemoração do Valentine’s Day nos Estados Unidos.

Os brasileiros comemoram o Dia dos Namorados em 12 de junho todos os anos, que é a véspera do dia do Santo Antônio, conhecido como o “santo casamenteiro”. A data é uma forma de celebrar o amor entre duas pessoas e é marcada pela troca de presentes, jantares românticos e programas a dois. Nos Estados Unidos e em diversos outros países, os namorados celebram da mesma forma, mas em outra data: no dia 14 de fevereiro, conhecido mundialmente como o Valentine’s Day.

Por que a data é chamada de Valentine’s Day? 

O dia 14 de fevereiro é Dia de São Valentim – ou Saint Valentine, em inglês –, que ficou associado ao amor romântico após lutar contra a proibição do casamento no final da Idade Média, pois o imperador Cláudio II acreditava que os homens eram melhores combatentes quando solteiros. Valentim, que na época era bispo, casou-se escondido e por isto foi preso e condenado à morte, tornando-se um mártir da Igreja Católica. Enquanto preso, as pessoas costumavam enviar-lhe flores e cartões dizendo ainda acreditar no amor e no casamento.

No dia 14 de fevereiro, também comemora-se a véspera da Lupercália, uma celebração anual da Roma Antiga em homenagem à Juno, deusa da mulher e do casamento, e Pan, deus da natureza. A comemoração do antigo festival romano incluía uma passeata da fertilidade; nele, sacerdotes caminhavam pelas ruas da cidade com correias de couro de cabra usadas para bater nas mulheres e lhes garantir a fertilidade.

Estas duas celebrações podem ser consideradas a origem do Valentine’s Day comemorado até os dias de hoje.

A comemoração do Valentine’s Day nos Estados Unidos

Apesar de ser uma data conhecida para se comemorar o amor romântico entre namorados ou casais em geral, os EUA transformou-a em um grande marco comercial no país. Algumas semanas antes do dia 14 de fevereiro, as áreas comerciais são enfeitadas de rosa e vermelho, cheias de corações e outros adornos bonitinhos, como flores, fitas, cupidos, etc.

Presentes de Valentine’s Day

O presente de Valentine’s Day, apesar de poder ser qualquer coisa, normalmente é mais ligado ao casal ao invés de algo pessoal, diferente do que acontece com um presente de aniversário, por exemplo. As pessoas procuram alguma coisa com carinho e que diga “eu te amo” em forma de presente. Difícil, né?

Por isso, nesta data, muitas pessoas acabam optando por um presente feito à mão – o famoso handmade – ou com um significado mais profundo. Mesmo assim, há sempre quem recorra às opções mais seguras, como chocolates, flores, pelúcias, perfumes, joias e roupas.

Outro costume nos Estados Unidos é o parceiro presentear a parceira com uma nova lingerie. Um dos destinos mais famosos para esta compra é a renomada rede Victoria’s Secret, que, durante esta época, faz uma campanha extensa para a data.

Outros lugares que faturam bastante com a data são as lojas de cartão, como a encantadora rede Hallmark (o paraíso dos cartões). As opções vão muito além do amor romântico entre parceiros, namorados e esposos, como explicamos no item a seguir. As pessoas costumam assinar os cartões com “Your Valentine”, que passou a significar “Seu namorado/Sua namorada” (ou até mesmo “Seu amor”) graças à data.

Costumes nas escolas e entre famílias, amigos e namorados

Nas escolas fundamentais, as crianças têm costume de trocar cartões e doces de todos os tipos. Quando pequenos, os pais enviam um agrado para todos os coleguinhas de classe. À medida que vão crescendo, a data ainda é comemorada em ambiente escolar, no entanto, os costumes passam a ser outros, como, por exemplo, algumas alunas vestidas de cupido entregando bilhetes de um estudante para outro.

Em lojas como a Hallmark, você encontrará cartões de Valentine’s Day de pai para filho, de neto para vó, de amigo para amigo e de todos os tipos, além dos tradicionais para namorados(as) e esposos(as).

Isto mostra que, nos Estados Unidos, o Valentine’s Day, apesar de ainda ter o foco no amor romântico, virou um dia para celebrar o amor em geral, o que acaba por incentivar o consumo generalizado, algo bastante comum no país.

O Valentine’s Day pelo mundo 

Atualmente, a data é amplamente comemorada ao redor do mundo, da América do Norte à Ásia. Em alguns países, no entanto, como no Brasil, o Dia dos Namorados cai em outra data. Veja os exemplos a seguir: 

1. Itália

Na Itália, a comemoração é parecida – acontece no dia 14 de fevereiro, os casais saem jantar e se presenteiam. Um diferencial é que os italianos têm um símbolo nacional para o Dia dos Namorados, o chocolate Baci Perugina. Criados em 1922, estes pequenos bombons recheados de cacau e avelã têm uma famosa embalagem prateada com estrelas azuis.

“Observando Baci Perugina, você verá que como toda a avelã no topo torna o chocolate inimitável, cada um diferente do outro”, diz o site oficial, que chama o bombom de “um mensageiro de amor e carinho”. Baci significa beijos em italiano. Dentro de cada embalagem, você encontra uma mensagem de amor em diferentes idiomas.

Um dos lugares mais românticos para comemorar o Valentine’s Day na Itália é em Verona, a cidade que inspirou Romeu e Julieta, de Shakespeare. Todos os anos ela recebe uma decoração e uma programação especiais para a data. 

2. Japão e Coreia do Sul

No Japão, são os homens que recebem chocolates da mulherada no dia 14 de fevereiro. E não é qualquer chocolate, não! Cada relacionamento exige um tipo diferente de doce. Por exemplo, um amigo platônico ganha o “Giri-choco”, um “chocolate de compromisso” sem associação romântica; já os parceiros fixos recebem marcas muito mais finas.

Depois de um mês, no dia 14 de março, chamado de “Dia Branco” pelos japoneses, é a vez dos homens comprarem para as mulheres chocolates e presentes mais caros do que os que ganharam. A cor branca representa a pureza.

Na Coreia do Sul, além das duas comemorações como no Japão, há ainda uma terceira data. No dia 14 de abril, conhecido como “Dia Preto”, os coreanos solteiros se vestem de preto e se reúnem para jantar juntos a refeição chamada jjajang myeon, macarrão tingido por feijão preto e preparado com carne de porco e legumes ou frutos do mar.

3. França

Em muitos lugares, você encontrará que a primeira comemoração do Valentine’s Day aconteceu na França, quando Carlos, Duque de Orleans mandava cartas para a sua esposa da cadeia em 1415.

Entre os dias 12 e 14 de fevereiro, todos os anos, a vila francesa chamada Valentine torna-se o epicentro do romance no país, com jardins, árvores e casas enfeitadas com cartões de amor, rosas e pedidos de casamento. Entretanto, a data é comemorada por toda a França, inclusive em paris, conhecida como a cidade mais romântica do mundo. 

4. Argentina

Na Argentina, um dia não é suficiente para celebrar o amor. Do dia 1 ao 7 de julho, os argentinos comemoram a “Semana de la Dulzura” – ou Semana da Doçura. Criada em 1989 por uma empresa de doces com um intuito comercial de aumentar as vendas dos doces, e o slogan “Um doce por um beijo”, a semana acabou virando uma tradição no país. As pessoas se presenteiam com chocolates e todo tipo de doce, como cupcakes, pudins e tortas, e terminam a semana com o “Dia da Amizade”. 

5. Gana

Em Gana, o 14 de fevereiro é chamado de “Dia Nacional do Chocolate”, uma invenção do governo em 2007 para aumentar o turismo no país, que é um dos maiores produtores de cacau do mundo. Neste dia, há shows, apresentações artísticas e musicais, e menus temáticos em restaurantes por todo o país.