Sputnik V: o que se sabe sobre a vacina da Rússia que tem 91,6% de eficácia e tenta aprovação no Brasil

O Instituto Gamaleya de Pesquisa da Rússia divulgou no dia 02/02 os resultados preliminares da vacina Sputnik V. Publicados no periódico científico The Lancet, os dados revelam uma taxa de eficácia de 91,6%. O estudo de fase 3 que avalia a eficácia e a segurança deste imunizante envolve 20 mil voluntários e continua em andamento para avaliar a proteção ou possíveis efeitos colaterais em longo prazo. Outra importante observação do artigo publicado no The Lancet foi o fato de a Sputnik V ter funcionado bem em indivíduos acima dos 60 anos.…

Leia mais.

Posso tomar vacina contra a covid-19 se estiver grávida ou amamentando?

“Como grávida, minha maior preocupação era a segurança”, diz  a médica Irène Mathieu. Ela estava no segundo trimestre de gravidez quando teve que escolher entre tomar ou não a vacina contra o coronavírus. Como profissional de saúde atuando na cidade de Charlottesville, no Estado americano da Virgínia, Mathieu estava no grupo prioritário para receber a vacina. Mas ela tinha muitas perguntas. “Por um lado, corro um risco maior de contrair a covid-19 porque sou médica de atenção primária“, diz ela. “E embora a vacina seja nova, ela não é feita…

Leia mais.